Capital cultural da Europa: a Região do Ruhr comemora

UNESCO Weltkulturerbe Zeche Zollverein, Foto: Reinicke/StandOut.de Ampliar imagem (© RUHR.2010) Chaminés fumegantes e minas, carvão e aço: durante muitas décadas, eles foram o símbolo da Região do Ruhr, o maior distrito industrial da Alemanha. No ano de 2010, a Região – com 53 cidades e cerca de 5,3 milhões de habitantes, o terceiro maior centro urbano da UE – mostra a sua nova face como capital cultural da Europa.

Com a “RUHR.2010”, uma região apresenta-se pela primeira vez como capital cultural europeia, sob o lema “Transformação através da Cultura – Cultura através da Transformação”, oferecendo durante o ano inteiro uma programação com cerca de 300 projetos e 2 500 eventos. No centro das atenções estão os três temas principais: mito, metrópole e Europa. “Queremos tornar compreensível o mito do Ruhr, configurar uma nova metrópole e mobilizar a Europa”, explica Oliver Scheytt, gerente da “RUHR.2010”, a ideia básica. A mobilização é motivada por uma variedade de eventos artísticos e culturais, que se orientam pelas seis áreas da programação – imagens, teatro, música, língua, economia criativa e festas. O objetivo da programação é descrever a história da transformação na região e mostrar como as pessoas vivem e trabalham na Região do Ruhr.

O ano da capital cultural da Europa “RUHR.2010” começou em 9 de janeiro. 

RUHR.2010. Capital cultural da Europa

Das Logo zur Kulturhauptstadt Europas 2010